27 de fevereiro de 2012

Estranha Fome


Para ensinar a gurizada e agradar os velhinhos, os Jogadores de Papel trazem um clássico para a língua portuguesa: Estranha Fome. Seu horror pode parecer bastante primário, mas ele busca lidar com a introjeção da luta em lidar com impulsos internos e quase incontroláveis, a fome que se abate sobre sujeitos recém transformados e largados no mundo sem eira nem beira, sem nenhuma explicação. Enfim, Estranha Fome é uma história que merece ser narrada, principalmente para jogadores maduros que fogem da barbárie e da sanguinolência gratuita e banal e se engajam nas atitudes mais introspectivas e reflexivas de seus personagens. Aproveitem.


Traduzido por: Jogadores de Papel




Gostou? Não gostou
?
comente, compartilhe, ajude a divulgar, nos xingue!
ou mande mail para bibliotecaWod@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário